Setembro Amarelo: como cultivar plantas pode ajudar na saúde mental?

Setembro Amarelo: como cultivar plantas pode ajudar na saúde mental?

Com a chegada do Setembro Amarelo, com certeza você está ouvindo falar sobre vários hábitos que podem melhorar a saúde da nossa mente, como praticar exercícios físicos, meditar, se alimentar bem e consultar o médico. Mas você sabia que cultivar plantas pode ajudar na saúde mental?

É verdade que a jardinagem não substitui outros cuidados. Mas estudos mostram que estar em contato com a natureza regularmente ajuda a aliviar a ansiedade, a depressão e o estresse.

Veja os detalhes a seguir!

Como cultivar plantas ajuda na saúde mental?

Apenas o fato de ter um hobbie já pode ser de grande ajuda para a saúde mental. Contudo, se esse hobbie for cultivar plantas o benefício pode ser ainda maior.

De acordo com uma pesquisa realizada no Reino Unido, publicada na revistas Cities, cuidar de plantas em casa de duas a três vezes por semana melhora o bem-estar e alivia o estresse. Por quê? Um estudo da Universidade de Sheffield aponta um dos motivos: é gratificante cuidar das plantas e vê-las crescer com o tempo.

Mas será que isso quer dizer que você precisa dedicar horas por dia à jardinagem para perceber alguma melhora na sua saúde mental? Na verdade, não. Uma pesquisa divulgada no Jornal Britânico de Medicina Esportiva, mostrou que cuidar das plantas por menos de 10 minutos por semana já tem um efeito positivo, reduzindo, inclusive, o risco de doenças cardíacas.

De fato, o impacto positivo que o cultivo de plantas tem na saúde é tão positivo que virou um tratamento: a hortoterapia.

Hortoterapia

Basicamente, a hortoterapia consiste em passar alguns minutos observando ou cuidando de um jardim, pomar ou horta. Essa prática, embora simples, pode ser de grande ajuda para a saúde mental, pois alivia a ansiedade, a raiva e a fadiga, e no controle e prevenção de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares.

Alguns estudos mostram que o simples fato de substituir um muro por uma cerca viva já é capaz de proporcionar efeitos positivos na saúde. Por exemplo, uma pesquisa liderada pelo arquiteto Roger S. Ulrich, na Pensilvânia, revelou que pacientes que ficaram internados em quartos com janela com vista para um jardim melhoraram mais rápido, diminuindo o estresse, o tempo de internação pós-cirurgia e até mesmo os gastos.

Por isso, a hidroterapia é bastante usada em lares de idosos, hospitais e clínicas de reabilitação.

Mas como você pode começar a cultivar plantas e melhorar sua saúde mental?

Aproveite o Setembro Amarelo e comece um novo hobbie: cultive plantas!

Sem dúvida, os amantes de plantas ficaram muito mais felizes de saber que esse hobbie pode ser tão benéfico para a saúde mental. Mas se você está conhecendo esse universo hoje, por onde começar?

Veja algumas dicas:

– Prefira plantas fáceis de cuidar, como suculentas, samambaias e costela de adão.
– Escolha as plantas de acordo com a luminosidade da sua casa. No geral, plantas de folhas largas se adaptam melhor a ambientes que recebem pouca luz solar, enquanto as flores e temperos, por exemplo, precisam de mais sol.
– Se for plantar temperos e outros alimentos, dê preferência para os da estação, pois eles crescem melhor.
– Não se esqueça de regar a planta com a quantidade de água que ela precisa e adubar a terra.

 

E se você não sabe o que cada planta precisa, não se preocupe! A equipe do Jardim Park está pronta para ajudar você!

Se você quiser conferir outros textos sobre plantas, é só acessar o nosso blog. Além disso, caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em contato com a nossa equipe pelo WhatsApp, para que possamos te ajudar!



Precisa de ajuda?