Saiba exatamente o ambiente correto para colocar cada planta

Saiba exatamente o ambiente correto para colocar cada planta

Você sabia que existem ambientes específicos para cada tipo de planta?

Sim, é exatamente isso que você leu.

Cada planta possui demandas individuais e devem ser postas em locais que atendam às suas necessidades.

Para isso, é preciso atentar-se às suas formações biológicas, com o objetivo de saber se estão mais receptivas ao Sol ou à sombra, ou se carecem de mais ou menos água, por exemplo.

Feito isso, é possível propiciar o melhor para as plantinhas, que, com certeza, irão ter uma vida mais longa e saudável.

A fim de facilitar o entendimento sobre o assunto e o acesso à informação, preparamos este conteúdo, que cita 5 tipos de plantas, consideradas as mais populares, como exemplo.

Quer saber mais? Confira o artigo a seguir:

1. Samambaia:

Muito utilizada para fins decorativos, a samambaia é o tipo de planta que se adapta a solos úmidos e a ambientes que contém luz solar, mas não ao extremo.

É importante destacar que essas plantas não se dão bem devido à alta exposição solar, portanto, inseri-las em uma varanda, sacada de janela ou ambiente interno, que proporciona acesso a uma luminosidade moderada, é o suficiente para mantê-las vivas.

Quanto à irrigação, pode ser realizada cerca de duas a três vezes por semana.

2. Costela de Adão:

As necessidades da Costela de Adão são parecidas com as da Samambaia, pois também carecem de terra úmida e de ponderações quanto à exposição solar. Devido às suas especificidades, é indicado mantê-la em ambientes internos, como sacadas de janela, varandas e afins.

Quanto à irrigação o ideal é que seja realizada cerca de 2 a 3 vezes por semana.

3. Jiboia:

As jiboias são plantas receptivas à água. A indicação é regá-las de 2 a 3 vezes por semana.

Quanto à exposição solar, assim como a Samambaia e a Costela de Adão, se dá bem a ambientes internos e que contém uma incidência de luz controlada.

Por ser uma planta que costuma crescer e de ramos pendentes, é preciso atentar-se ao tipo de vaso que ela é plantada, para que assim as folhas cresçam livremente. A indicação é posicioná-la em um local alto e/ou que seja posta em um vaso suspenso, para que dessa forma as folhas possam crescer sem limitações e livremente.

Vale frisar que as jiboias são plantas venenosas, portanto, mantenha longe do alcance de crianças e animais.

4. Cactos:

Os cactos são plantas altamente resistentes que carecem de pouca irrigação. No geral, duas a três irrigações por mês é o suficiente para mantê-lo saudável.

Por serem plantas de zonas quentes e áridas, o cacto é uma planta que carece de exposição solar. Portanto, é indicado deixá-lo em ambientes externos, como jardins e quintas, ou em ambientes internos que contenham acesso ao Sol. Se caso inseridos em ambiente externo, é importante retirá-los do alcance das chuvas para que não fiquem encharcados. O excesso de água pode matá-los.

5. Girassóis:

Os girassóis são plantas e/ou flores que não necessitam de muita água. Basta regar uma vez por semana, preferencialmente com um borrifador, para que o solo não fique encharcado.

Quanto ao ambiente que deve ser inserido, o ideal são os ambientes externos, como jardins e quintais, em especial, aqueles que possuem acesso direto ao Sol. Portanto, opte por colocar essa planta em algum ambiente externo, e, se não puder, em algum ambiente interno que tenha bom acesso à luz solar, como uma varanda, por exemplo.

Se você quiser conferir outros textos sobre plantas, é só acessar o nosso blog. Além disso, caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em contato com a nossa equipe pelo WhatsApp, para que possamos te ajudar!



Precisa de ajuda?