Principais tipos de palmeiras para escolher

Principais tipos de palmeiras para escolher

Imagine por um minuto o cenário perfeito de férias na praia. É muito provável que, em algum momento ela, uma das maiores estrelas de qualquer paraíso com mar, sol e areia, tenha vindo à sua mente: a palmeira. Mas, você sabia que esse tipo de planta pode sair da imaginação e ir direto para o seu jardim?

As Arecacae (nome científico) possuem cerca de 2.600 espécies catalogadas, contando até mesmo com alguns exemplares bastante conhecidos, como o coqueiro e a tamareira. Com folhas longas e robustas, além de uma presença marcante, as palmeiras conquistaram seu espaço entre os amantes de plantas (elas não são consideradas árvores), definitivamente.

Você quer descobrir mais algumas características das palmeiras e conhecer seus principais tipos? Então, fique com a gente até o final deste artigo.

 

Principais características das palmeiras

Antes de falarmos dos tipos mais conhecidos de palmeiras, que tal descobrirmos algumas de suas principais características?

As palmeiras são divididas, basicamente, em seis subfamílias: Phytelephasieae, Coryphoideae, Borassoideae, Lepidocaryoideae, Ceroxyloideae, Nipoideae. Essas belas plantas podem ser encontradas por toda a região tropical e subtropical equatorial. O motivo? Boa parte de suas espécies vêm de lugares com os mesmos climas, como a Malásia e a África.

Suas utilidades são as mais variadas (dependendo da espécie), incluindo:

  • Fornecimento de frutos comestíveis;
  • Produção de utensílios e móveis (com o tronco);
  • Produção de bebidas alcoólicas, mel, óleos e fibras;
  • Componente importante na fabricação de charutos cubanos (no caso específico dos frutos florais da roystonea).

As folhas das palmeiras costumam ser grandes, em espiral e com crescimento alternado, em uma longa haste que envolve por completo o caule. A superfície dessas folhas é alada, pinada (compostas) ou bipinada (com diversas hastes, também compostas), com diversos folíolos segmentados.

 

Conheça alguns tipos de palmeiras que fazem sucesso

Entre as favoritas dos apreciadores dessa planta então as mencionadas abaixo.

 

Bismarckia nobilis

Essa palmeira decorativa pode chegar a cerca de 30 metros de altura com um único caule, robusto e totalmente reto. Nativa de Madagascar, é considerada única entre a sua espécie. Sua folhagem segue um tom verde-azulado, além de ser pontiaguda e com quase 3 metros de diâmetro.

A Bismarckia também apresenta frutos na coloração preta, quando maduros.

 

Hyophorbe lagenicaulis

Também conhecida como “Palmeira Garrafa” essa espécie está praticamente extinta em seu local de origem (as savanas tropicais). É uma planta excelente para climas quentes, já que não se adapta muito bem às baixas temperaturas.

Sua aparência é marcante, apresentando um tronco largo na base e pouquíssimas folhas na copa.

 

Dypsis decaryi

A “Palmeira Triangular”, como também é chamada, é uma das palmeiras mais cultivadas nos jardins das grandes cidades. Com uma silhueta muito particular, é conhecida como “triangular” por conta das suas folhas, que formam três linhas em direção ao topo da planta.

Fácil de plantar, sua única exigência está relacionada ao solo, que deve ser sempre bem drenado. Se dá muito bem com climas ensolarados e quentes, além de pouco úmidos. Quando já está firme e bem desenvolvida, tolera tranquilamente os períodos de seca intensa.

 

Dypsis lutescens

Esta palmeira é a mais comum em regiões praieiras, próximas ao mar. Conhecida como Palmeira Areca, é utilizada há anos para a decoração de jardins, mas exige alguns cuidados extras, como terreno arenoso, umidade e um bom nível de luz. Além disso, tal planta só se desenvolve em solos ricos e ligeiramente ácidos.

 

Licuala grandis

Originária de Vanuatu (ilha do Pacífico Sul), essa palmeira tinge cerca de 3 metros de altura. Seu tronco é grande e espesso, permanecendo dessa maneira durante toda a vida. Suas folhas são membranosas, com aproximadamente 70 centímetros de comprimento e borda serrilhada, imitando uma faca.

No verão, costumam ficar repleta de flores, já no inverno, surgem seus frutos, levemente avermelhados. A “Palmeira Leque”, também necessita de luz e fertilizante periodicamente, não se dando bem com as estações mais frias ou com os ventos fortes.

 

Como cuidar corretamente de uma palmeira?

Cuidar de uma palmeira não costuma ser uma tarefa difícil. Em tempos mais quentes, é preciso regá-las abundantemente, diminuindo a quantidade de água apenas com a chegada do frio. Também é fundamental incorporar um substrato de fertilizante ao solo, para que cresçam como o esperado.

A iluminação é um fator essencial para tais plantas, logo elas devem ter o máximo de acesso à luz do sol, não importa o local onde estejam plantadas. Outro ponto importante é ficar de olho na limpeza e manutenção, para evitar o surgimento de doenças e pragas. Assim, elas estarão sempre vistosas e imponentes!

 

Gostou de conhecer mais sobre o assunto? Então, acesse agora mesmo o nosso blog e descubra mais conteúdos como esse. Se surgir alguma dúvida, não pense duas vezes e entre em contato conosco!



Precisa de ajuda?