O que você precisa saber para não errar na hora de regar suas plantas

O que você precisa saber para não errar na hora de regar suas plantas

Para o bom cultivo de uma planta é fundamental garantir uma rega adequada. E embora pareça uma ação corriqueira e simples, regar corretamente a sua planta requer muitos cuidados, disciplina e atenção!

Regar é um ritual que apresenta os seus segredos e particularidades e que precisa ser seguido com rigor para obter os melhores resultados.

Tendo em mente que as plantas precisam de água para todos os seus processos, desde a absorção de nutrientes até a realização de fotossíntese, regá-las corretamente vai permitir que elas sejam capazes de apresentar todo o seu potencial.

É por meio da rega que elas podem sobreviver, se desenvolvendo e crescendo fortes e saudáveis. A partir deste entendimento geral, algumas recomendações precisam ser seguidas para assegurar a melhor rega da sua planta, levando-se em consideração, claro, as características de cada espécie.

Horários

Os períodos mais recomendados para regar as plantas são nas primeiras horas da manhã, assim como no final da tarde, depois das 15h.

Isso acontece porque, geralmente, nos horários mais quentes, não se recomenda efetuar a rega, já que pode acontecer a evaporação rápida da água.

Da mesma forma que não é indicado regar no período da noite, pois a absorção da água fica comprometida, ocasionando na demora para as folhas secarem.

Outro ponto negativo da rega noturna é que podem ser acumulados fungos, assim como a raiz corre o risco de apodrecimento.

Frequência

Existe uma flexibilidade em relação à frequência com que se deve regar uma planta, não havendo um tempo exato estabelecido.

Mas é importante realizar avaliações climáticas, em relação ao solo e ao dia, por exemplo.

As variações climáticas, no caso, afetam na perda de água ou não da planta.

Os dias podem ser quentes, frios, úmidos, secos, ensolarados ou nublados, e em cada situação a perda de água vai ser diferente. E estas variáveis precisam ser levadas em consideração no momento de regar.

No caso de algumas espécies de planta, vai ser necessário uma rega mais frequente, já em outras não. Portanto, é indicado conferir as suas plantas a cada dois dias e verificar se a terra está úmida ou seca.

Como regar?

Recomenda-se regar as plantas com a água em temperatura ambiente. Isso vai prevenir choques térmicos.

A quantidade de água a ser colocada vai respeitar os fatores relacionados à umidade, mas é preciso assegurar que a terra não fique encharcada.

A água em quantidade excessiva pode gerar o afogamento das raízes das plantas, que necessitam de ar.

A rega deve ser feita de modo cadenciado e lento, sendo interrompida no momento em que a água começar a penetrar na terra.

Não há a necessidade de molhar as folhas, já que há casos de plantas que apresentam folhas sensíveis, como as violetas, por exemplo.

A água deve ser aplicada apenas na base da planta ou em pratinhos. As folhas podem ser mantidas secas, pois desta forma elas minimizam as possibilidades de surgimento de doenças e fungos.

É sugerível que se coloque areia nos pratinhos e se evite ao máximo o acúmulo de água, para afastar qualquer chance de proliferação dos mosquitos da dengue.

Gostou do conteúdo? Leia outros artigos do nosso blog e em caso de dúvidas, entre em contato conosco através do nosso WhatsApp.



Precisa de ajuda?