Maranta: como cuidar dessa planta?

Maranta: como cuidar dessa planta?

O gênero Maranta possui uma vasta quantidade de espécies de plantas, conhecidas cerca de 30 variedades, com tons e texturas ricas, possibilitando criar um paisagismo único somente com plantas desta categoria.

Conhecida popularmente no Brasil como rezadeira, por possuir a tendência peculiar de elevar as folhas ficando em posição quase vertical durante a noite, é uma planta de região tropical que se adapta bem em locais fechados. Existem medidas simples para a cuidar e claro, são lindas.

Como uma planta tropical, a Maranta se adapta melhor a ambientes quentes e úmidos, não gostam de invernos frios e secos. Por isso, não são recomendadas para ambientes com ar condicionado. Veja algumas dicas de cuidados com esta planta.

 

Iluminação

A Maranta é uma planta que gosta de luz indireta, por cerca de 3 horas diárias. Logo, se decidir cultivar em um jardim, não é recomendado plantar em local com incidência solar direta, para evitar que os raios solares queimem as folhas da planta.

É uma planta que se adapta bem a ambientes internos, seja casa ou escritório. Ela tem um efeito positivo na decoração, porém se o ambiente for fechado e sem iluminação natural, a cada 15 dias mova ela para um local mais iluminado.

 

Solo e Umidade

É interessante dar um pouco de atenção diária para a sua Maranta, em especial em épocas do ano em que a umidade do ar é baixa. A terra precisa ser mantida úmida, mas não encharcada para não fazer mal a planta. Nos períodos de calor, borrife água nas folhas três ou quatro vezes por semana.

A Maranta se adapta bem em vasos e no solo, porém, precisa ser bem nutrida. Aconselhamos o uso de adubo orgânico e plantar com uma distância mínima de 5 a 10 cm entre as plantas. Em vasos, escolha os de tamanho médio e com furos para que ela tenha espaço para desenvolver suas raízes e para drenar a água e receber oxigênio na medida certa.

É importante repetir a adubação a cada 6 meses e podar com frequência, retirando as folhas mortas ou secas, para a planta crescer.

 

Cuidados com pragas e doenças

Assim como qualquer ser vivo, as plantas do gênero Marantas estão sujeitas a doenças e parasitas, por isso o cuidado com a adubação é muito importante para mantê-las saudáveis. Os principais problemas que afetam essas plantas são:

• As folhas enrolando, que indicam desidratação. Para recuperá-la, umedeça o solo e borrife água nas folhas, ou em casos mais severos coloque um umidificador próximo.

• As famosas cochonilhas. Verifique regularmente as junções e embaixo das folhas, no primeiro sinal desta praga, combata rapidamente.

• Pontas das folhas queimadas, indica excesso de cloro, neste caso deixe a água parada por um dia antes de regar, para dissipar o cloro, ou utilize água filtrada.

• Ficando marrom ou desbotada, sua Maranta está recebendo muita luz solar. Mova ela para um local mais protegido, porém que ainda receba luz indireta.

• Caule com aparência apodrecida e folhas amareladas, você está exagerando na água. É preciso reduzir as regas para reduzir a umidade, porém não permita que o solo fique completamente seco.

 

Gostou das nossas dicas? Acompanhe nosso blog para ter acesso a mais informações de como cuidar das suas plantas, e se ficar com alguma dúvida, entre em contato conosco através do WhatsApp, será um prazer ajudar!



Precisa de ajuda?