Como adaptar suculentas ao sol?

Como adaptar suculentas ao sol?

Quando o assunto é suculentas, geralmente, pensamos em plantas do deserto, que exigem calor e sol intenso. No entanto, contrariando essa crença, a maioria das suculentas não se desenvolvem muito bem, quando são expostas a temperaturas extremamente altas.

Isso acontece porque, na verdade, a maioria das suculentas vêm de ambientes semidesérticos, ou seja, lugares com característica bem parecidas com as do deserto, mas que recebem um volume maior de água.

Além disso, grande parte das suculentas, em seus habitats nativos, crescem em áreas baixas, protegidas pela sombra de plantas altas. Também é comum encontrá-las em fendas ou no topo de colinas, protegidas da ação direta do sol.

Mas, isso significa que as suculentas não devem ser expostas de forma alguma ao calor e a luz natural? Pelo contrário!

Você já deve ter notado que as suculentas que crescem ao ar livre geralmente parecem mais saudáveis e bonitas, certo? Isso se dá por conta de dois fatores: luz solar e um ótimo fluxo de ar.

Mas fique atento! Antes de colocar todas as suas suculentas para fora de casa, para que fiquei mais vistosas, é preciso adaptá-las. Como você faz isso? É o que vamos explicar neste artigo.

Vamos lá?

MAS, AFINAL, POR QUE AS SUCULENTAS PRECISAM DE LUZ SOLAR?

Sabe aquela sensação de bem-estar que uma leve caminhada ao sol nos proporciona? O mesmo bem-estar é sentido pelas suculentas quando expostas à luz solar. Podemos dizer, inclusive, que essa exposição as mantém felizes e plenas.

No geral, as suculentas precisam de, pelo menos, 4 horas de luz solar por dia. Elas simplesmente adoram locais claros e ensolarados.

É por isso que suculentas que não recebem luz solar suficiente mostram problemas, como o estiolamento, que é quando a planta se alonga para buscar luz por conta própria. Esse processo, aliás, é péssimo para elas, pois gera caules e crescimento fraco.

Com a falta de sol, também perdem pigmentação, ficando pálidas e opacas.

FAÇA A ADAPTAÇÃO DE FORMA GRADUAL

Mesmo que você deixe as suas suculentas perto de janelas, onde recebem uma boa quantidade de luz, a luz solar direta e o calor excessivo do ambiente externo podem queimar as suas plantinhas.

Para que isso não aconteça, o ideal é adaptar elas por etapas: se elas ficam totalmente na sombra, coloque-as perto de uma janela por alguns dias. Depois, leve as suculentas para uma sacada ou varanda, onde possam entrar em contato levemente com o clima externo.

Tente expô-las ao sol ao menos 2 horas por semana durante esse período de transição, sempre pela manhã, quando o calor é menos intenso.

Se as suas suculentas são maiores, você vai perceber que elas irão se adaptar ao novo ambiente de forma mais rápida, porém, se você tem plantas menores ou que sempre ficaram na sombra, vá com calma e siga o processo de adaptação de forma mais lenta.

Quando as suas suculentas se acostumarem com a temperatura e com os raios mais leves, é o momento ideal para colocá-las para fora, mas ainda na sombra. Lembre-se que, por mais que elas estejam cobertas, o sol pleno, próximo do meio-dia, ainda é capaz de provocar queimaduras.

Quando já estiverem adaptadas, então, é hora, finalmente, de deixar que as suas suculentas brilhem ao sol!

FIQUE DE OLHO!

A adaptação foi um sucesso? Excelente! Mas vale lembrar de algumas dicas:

– Se você observar algum sinal de queimadura solar, como a descoloração, leve a sua suculenta imediatamente para a sombra. Não arrisque perder a sua plantinha, ok?

– Não confunda sol com luz. São duas coisas distintas. Se você entender a diferença entre ambas, não correrá riscos durante o processo de adaptação;

– Pesquise sobre a espécie de suculenta que você possui. Algumas delas precisam de ajustes pontuais um pouco diferentes das demais. Conhecer suas plantas é super importante para garantir a segurança delas;

– Se durante o inverno as suas suculentas cresceram ou plantas que ocupavam o mesmo pote morreram, talvez seja uma boa ideia dar um canto novo para elas, com terra fresca, antes de fazer o processo de adaptação.

Gostou das nossas dicas? Então aproveite para ler mais alguns artigos do blog. No caso de dúvidas, você pode entrar em contato conosco através do WhatsApp.



Precisa de ajuda?