fbpx

Funcionamento:

Segunda a Sábado, das 8h às 17h20
Domingos e Feriados, das 8h às 13h

  • Aprenda a plantar e cuidar de samambaias

    7 de outubro de 2019

    A samambaia é uma velha conhecida de todos, ela é um clássico das plantas. Mesmo que a samambaia se reproduz por esporos, ou seja, ficam na parte de baixo das folhas, é uma planta sem flor que ainda sim encanta pela beleza e pela facilidade de cultivo.

    Tipicamente encontrada em climas tropicais, e existe uma variedade delas! Por exemplo, samambaia amazonas (Polypodium decumanum), a samambaia de metro (Polypodium subauriculatum), a renda francesa (Rumohra adiantiformis), a samambaia paulistinha (Nephrolepis pectinata), a samambaia chorona (Schellolepis persicifolia), a samambaia Jamaica (Phymatosorus scolopendria), a samambaia crespa (Ceratopteris thalictroides), e a mais conhecida a samambaia americana ou samambaia havaina (Nephrolepis exaltata).

    Então, as samambaias podem ser plantadas em qualquer vaso desde que o mesmo não retire a umidade ideal para as raízes, pois ela gosta de está sempre úmida. Um vaso muito utilizado era o de xaxim, porém com a proibição devido ao risco de extinção desta planta, que também é uma samambaia, substituiu-se o mesmo pelo coxim (vasos de fibra de coco). Ou até mesmo a utilização dos vasos de plásticos no qual as samambaias também se adaptam muito bem.

    Em relação ao solo, deve estar levemente úmido e ser rico em matéria orgânica. Existem substratos específicos para a samambaia, substratos esses que tem a composição: composto orgânico completo, areia e turfa.

    As samambaias crescem na sombra e em locais de alta umidade. Porém não gostam de locais onde há ventos, pois o vento desidrata a planta mais rápido que o sol, pois retira das folhas a micro camada de umidade formada para manter as mesmas hidratadas. É importante manter o vaso da samambaia sempre úmido. Então como disse antes, aconselhado deixar ela sempre úmida e sem vento. Se você vê que as pontas da planta estão começando a secar, remova-a do local imediatamente.

    A adubação não deve ser realizada na época do plantio, pois pode causar deficiências nas raízes e ocasionando até a possibilidade de perda da planta. Após um mês que a muda foi plantada no vaso definitivamente, pode fazer a  adubação leve com 2 colheres (sopa) de torta de mamona e farinha de osso ou um adubo especifico de samambaia, repetindo a cada 40 dias.